quinta-feira, maio 08, 2008

Outro balanço positivo

Acabei de ler há 2 dias "O Ladrão do Céu", mais um balanço positivo, apesar de não ser tão "sem revervas" como isso.

Confesso que já me aconteceu por 2 ou 3 vezes, estar a gostar de um livro, e depois a certo ponto da leitura começar a ficar com dúvidas. Com esta obra aconteceu-me o mesmo.

É que a paginas tantas, somos confrontados com a personificação (literal) do diabo... e bem... prontos, aqui eu fiquei um pouco de pé atrás, confesso. Mas a verdade é que eu estava a gostar bastante dos personagens, e da história paralela, e por isso continuei (bem... por isso e porque não sou de deixar leituras a meio).

Esta é a história de um ladrão "bom", em recuperação. Ou seja de um homem que rouba a pessoas dúvidosas, e / ou a pessoas que não saiam pessoalmente prejudicadas com os seus roubos. Ele não usa armas por exemplo, e os seus métodos são realmente fantásticos (tudo massa cinzenta).

Ele conhece uma mulher por quem se apaixona, que não está a par da sua vida paralela, mas que, mesmo após ele ter sido preso (para ajudar alguém a escapar da morte certa e violenta), o espera, tal é o tamanho do seu amor. Quando sai em liberdade condicional, o protagonista endireita a sua vida, e jura-lhe nunca mais voltar à sua antiga profissão.

...até que a sua mulher é atacada por um cancro fulminante, cujos tratamentos eles não podem pagar. Ele acha que a única maneira de a poder salvar - proporcionando-lhe ao menos a cirurgia e os tratamentos de que necessita - é aceitar um último trabalho.

O problema é que este último trabalho não é o que parece, e ele acaba por "entregar o ouro ao bandido". A partir daqui vai fazer tudo para reaver o que previamente roubou, com a ajuda do seu melhor amigo (o próprio polícia da sua liberdade condicional), e de um padre único.

----------------------------

...por agora já chega de "spoilers" :)

Mas fiquei a saber que este "Ladrão do Céu", é o 2º livro de uma triologia, cujo 1º livro (The thieves of faith) ainda não foi editado em Portugal (aqui vai um puxão de orelhas à Saída de Emergência), e cujo 3º livro (the thieves of darkness) será publicado este ano - pelo menos no idioma original.

O site do autor (fraquinho, fraquinho graficamente - já sabem que o olho me foge sempre para essas coisas... defeito de profissão), é este: http://www.richarddoetsch.com.

Irei aguardar novidades quanto a estes 2 livros (em português, claro):)

6 comentários:

Canochinha disse...

A história parece-me bastante interessante! E continua a chatear-me não publicarem os livros na devida ordem... Quanto ao site do autor, de facto é muito pobrezinho em termos visuais. Aliás, pelo que tenho visto, parece que é moda em sites de escritores, com uma ou outra excepção.

anaaaatchim! disse...

Também acho mal não publicarem por ordem :(

A única "desculpa" que encontro, é que talvez comecem por publicar os de maior sucesso, para tentar fidelizar o leitor, e só depois publicarem o resto (pelo menos é o que parece ter acontecido com Dan Brown)...

Já no caso de James Rollins (que foi o que comecei a DEVORAR ontem à noite), a ordem de publicação da DIFEL, foi a correcta - o que no livro em questão é importante, pois faz várias referências ao "Mapa dos Ossos", e algumas outras à "Ordem Negra"

Cristina disse...

Parece-me um livro bastante interessante e o meu género. Esses «spoilers» é que já se evitavam :P

Quanto ao livro que estás a ler, confesso que não gostei muito d' «O Mapa dos Ossos». Pareceu-me haver pouca ligação entre o tema e as personagens, sendo as coisas anunciadas ao leitor porque tinham de ser para que ele compreendesse. Esperava melhor perante uma sinopse muito atraente.

Claro que depois já não comprei mais nenhum do mesmo autor.

anaaaatchim! disse...

Cristina... aqui neste blog não se pode dizer mal do James Rollins (eu adoro ;))

Para a proxima tento conter-me nos spoilers :) ainda ando a aprender isto de falar acerca de livros - graças a vocês as duas ;))

Pedro disse...

Eu sou daqueles malucos que quer ler tudo desde o princípio, por isso se comprar este livro só o vou ler quando comprar o primeiro volume... =S

Bem, Cristina, parece que não sou o único a não gostar muito d'"O Mapa dos Ossos"! (desculpa, Anaaaatchim, não estou a rebaixar nem o livro nem a ti!).

João disse...

Parece ser um livro interessante, mas não me estou a ver a compra-lo... não me parece o meu estilo!