quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Cá em casa



...o trabalho (também) é infantil =)

E agora que coloquei uma foto de uma graçinha da Mafaldocas (parece que havia quem sentisse falta ;)), vou mudar de assunto.

O carnaval cá em casa foi calmo, aliás é todos os anos, mas como este ano temos a piolha podia ter sido diferente não era? mas não foi =) a Madaldocas ainda não sabe o que isso é, e não havia necessidade de eu andar feita tolinha a vesti-la, e pintá-la e mais não sei o quê... até porque tenho um ódiozinho de estimação ao carnaval tal como ele é nos dias de hoje...

Correndo o risco de passar por velha, eu cá acho que "no meu tempo é que era"... as máscaras eram uma produção que só visto... vesti sempre, e durante muitos anos roupas que a minha mãe me fazia, e sentia nelas um orgulho imenso (hei-de procurar fotos em casa dos meus pais, para comprovarem que eu ficava mesmo gira). E os muitos meninos que não tinham quem lhes fizesse as máscaras, alugavam as fatiotas que tinham muita qualidade (será que ainda existem casas de aluguer de fatiotas?? *I wonder*)

Hoje as máscaras são na sua maior parte de uma "rafeiriçe" que mete dó... já para não falar da falta de imaginação... as meninas querem ser todas princesas e os meninos homem aranha, ou zorros... haja paciência =(

Eu cá nunca quis vestir-me de princesa... mascarei-me de índia, chinesa, criada, charlot, punk, anos dourados, e sei lá o que mais... mas tudo com a mão da minha mãe. E se me tivesse vestido de princesa acredito que também tivesse tido pinta. Hoje as princesas e as brancas de neve vestem todas "chapa 5", não há imaginação nenhuma, e as vestimentas são tão fraquinhas que dá vontade de chorar...

Posso estar a ser mázinha, mas para já é isso que sinto.

E aqui vai resolução de novo ano (atrasada, mas mais vale tarde...), arranjar uma máquina de costura e aprender a costurar... Quando a Mafaldocas começar a participar mais activamente no carnaval, vou tentar fazer para ela, o que a minha mãe fazia para mim =)

9 comentários:

WhiteLady3 disse...

A minha mãe também me fazia as roupas! Ainda tenho o fato que ela me fez quando fui mascarada de Pierrot, lembro-me que na cabeça leva a touca que usava na natação... Também me mascarava de palhaço e ela punha imensos remendos em calças e camisas velhas e rotas, que guardava exactamente para essa ocasião. Uma vez, eu e o meu irmão até trocámos os pares de sapatos...

"No meu tempo é que era..." :P

angelasoeiro disse...

Aha Aha... Já sei onde moras!!! :)

angelasoeiro disse...

Existe uma casa de aluguer de fatos cá em Espinho na rua 14 ou 16 acho! E sim, concordo contigo, também nunca me mascarei de princesa, e os meus fatos eram sempre feitos por nós!
Mas a falta de originalidade não está nas crianças, está nos pais. Hoje em dia é mais fácil vestir uma princesa com roupas da loja do chinês (quando é com o pijama por baixo eu deliro, lol) do que perder tempo e faze-lo em casa...
Mas pronto... a Mafalda tinha dado uma princesa linda anyway :)

Tita disse...

Pois, percebo-te. Mas concordo com o comentário anterior, a culpa é dos pais que compram os fatos mais fraquitos que existem.
Eu e os meus irmãos não tivemos os fatos todos completos, feitos em casa, no entanto eram de melhor qualidade ;-)
Actualmente, apesar de ser mais raro, ainda se vêm crianças, com bons fatos de carnaval. Ainda este ano vi uma Branca de Neve, com 2 anitos, com um fato mesmo a rigor =)
E olha q com 2 anitos, a Mafaldocas já tinha idade para vestir uma fatiota toda jeitosa.

anaaaatchim! disse...

White Lady, acho isso que contaste uma delícia =) Guardar coisas específicamente para o carnaval, quando já não serviriam para mais nada... é completamente o estilo do que a minha mãe também fazia =)

Angela, então quando vieres cá abaixo tomar café podes avisar ;) hehehe =) Fico feliz por saber que ainda existe uma loja de aluguer de fantasias =) Quanto à Mafaldocas dar uma linda princesa... ela não precisa de nada para acentuar isso, hihihi! Já é princesa todos os dias para moi =)

...agora a sério, mete-me um bocado de confusão mascarar pequenitos... parece que é para os outros, ou para satisfação dos próprios pais. Acho que o carnaval é antes de mais para a criança que se fantasia, por isso prefiro esperar que a Mafaldocas fique mais "consciente" =) (que queira, que participe na fantasia, essas coisas)

Pois Tita... os pais compram o mais fraco que existe, o que eu não percebi é a partir de que momento é que ficou instituído que era necessário comprar os fatos... para mim o engraçado era participar na sua execução, ou na pior das hipóteses alugar um fato de qualidade para "desfilar" (também havia fatos para alugar bem originais)... A "evolução" para a compra dos fatos em detrimento da qualidade e originalidade das duas opções já mencionadas, para mim foi um passo atrás que se deu no carnaval em geral =(

Anthos disse...

Em pequeno mascaram-me de Dartagnan, de índio e de pierrot, sendo estes dois últimos de confecção caseira. O Pierrot, por minha escolha, era em cetim vermelho com gola e botões brancos (em vez do Pierrot clássico em branco e preto).

A despropósito: Uma varanda com vista para o mar! :0

anaaaatchim! disse...

Anthos, gira essa ideia de seres um Pierrot diferente =) Lá está a tal originalidade de "antigamente" (bolas, começo mesmo a parecer uma velhota, hahaha!)

Quanto à varanda, os dias de semana são os melhores dias para a desfrutar... os dias têm estado lindos, e esta zona está bastante calma... ler um livrinho à sombra do chapéu de sol, e depois adormecer... *suspiro* pena que há que trabalhar =) (ao fim de semana isto já tem muuuuito mais movimento, não há tanta paz)

teia d'aranha disse...

Subscrevo tudo o que disseste acerca do carnaval... tudinho!

Quanto à Mafaldocas... dá para ma "emprestares" um destes fins-de-semana? Tenho ali uns metros de chão que clamam por uma esfregona ;-)

Beijocas

anaaaatchim! disse...

Hahahaha Beta!! Também ta cedo com um paninho, que ela adora "limpar o pó" ;)