sexta-feira, fevereiro 12, 2010

Primeira máscara de Carnaval


...foi o resultado de uma loooooonga noite, no meu primeiro tête-à-tête com uma máquina de costura (que era da minha sogrinha linda).

Não foi mais barato do que comprar uma fatiota feita, mas foi infinitamente mais saboreado, mais trabalhoso (*uffff*), mas é única, e muito importante: faz juz à tradição que a minha mãe tinha de me fazer todas as fatiotas de carnaval quando eu era piquena (e nem tanto). Com a Mafalda sempre quis fazer o mesmo. Esta foi a sua primeira festa de Carnaval, e a sua primeira fatiota.

Com o "barulho das luzes" até escapa, mas garanto-vos que está muito longe de estar perfeita, no entanto estou um pouquinho orgulhosa, e com a sensação de dever cumprido =) acho que não fui totalmente fracassada para uma primeira vez (talvez ambiciosa demais *ha*ha*ha*).

A foto foi tirada antes de a piolha rumar à escola (com olhinhos de constipadita), é que hoje é a sua primeira festa de carnaval, é um dia muito especial com um lanche caprichado e tudo.... antevejo muita "cowboiada".

...será que a fatiota resiste ao dia de hoje? =)

7 comentários:

Tita disse...

Tanta ausência, afinal de contas tinha uma razão... a fatiota de carnaval da Mafalda.
Parabéns! Para primeira vez acho que está muito bem =)
Beijocas

anaaaatchim! disse...

Olá querida =) É verdade, ando tão ausente destas lides, e com saudades! Tenho que colocar os posts sobre livros em dia, lá para as tantas já nem me lembro de que tratam os livros que já li entretanto =)
Beijocas grandes!!

WhiteLady3 disse...

Está tão giro! Hoje, aqui no Museu onde trabalho, também tivemos um grupo de pré-escolar que vinham mascarados. Os vestidos eram daqueles que se compram feitos, mas havia um tigre e um leão tão fofinhos!

Espero que ela tenha gostado deste dia! :D

catarina disse...

ola, então a fatiota resistiu a festa? ou tiveste que a voltar a cozer?!!!! seja como for estão as 2 de parabéns, á Mafalda que é uma excelente modelo,e a ti que pelos vistos és uma super costureira.

teia d'aranha disse...

Até que enfim, Ana e Mafaldocas! Vim aqui montes de vezes e bati sempre com o nariz na porta, mas hoje tive sorte... Voltaram!

Achei o máximo manteres a tradição de seres tu a confeccionar os fatos. Assim, tem outro valor e com certeza que a Mafalda não corre o risco de encontrar pela frente umas 451 fatiotas iguais!

Beijinhos para as duas.

Pedro disse...

Pois é, já tinha alguma saudades!

Essa tradição devia ser universal. Infelizmente, acho que nem eu teria paciência para tal.
Mas acho que esse é um verdadeiro Carnaval, fazermos a nossa própria máscara.

Ela ficou muito gira, temos costureira! =D

anaaaatchim! disse...

WhiteLady3 obrigada! Sei quais são esses fatos... são para miudos mais pequeninos não são? Muito engraçados =) Eu não quis escolher nada com perucas nem coisas do género, para não massacrar a cachopa... carnaval deve ser para eles diversão, ponto, parágrafo =) (nada de fretes portanto)

Catarina Ha! Ha! Ainda bem que não coloquei uma foto bem pormenorizada do fato ;) Havias de ver a aventura que foi costurá-lo... foi uma risota (depois da fase do pânico, claro)

Beta meu aranhiço querido, não te esqueceste de nós! =) Tenho que ver se volto à blogoesfera em força, para visitar os estaminés dos amigos! (tenho sido uma desnaturada, desculpa). Quem ficou toda orgulhosa de mim por ter mantido a tradição, foi a minha mãe ;) (e eu toda vaidosa, por ter a progenitora ainda mais orgulhosa de moi ;))

Pedro hehehe! Obrigada =D Foi muito, mas muito giro fazer a fatiota, mas não convém exagerar, só volto a costurar no próximo carnaval agora LOL (ou então se a crise apertar sempre posso tentar uma carreira alternativa, hehehe)